30 de abr de 2008

Sem receita

Éramos.
Erramos o tempero.

Sentimento azedado.
Uma fruta passa.
Fio doce da
calda melada saudadente.
Saboroso medo requentado.

Um olhar salgado
a despedir-se
liquefeito...

Hora de pedir
menu renovado.

3 comentários:

Elliott disse...

novo menu
novos horizo0ntes sempre bom
:)

* hemisfério norte disse...

errado
errar
tempero
:)
bjs
a.
http://miniminimos.blogspot.com/

Cel Bentin disse...

curioso é que a gente é sempre prato do dia a se consumir de noites. rs


tua viagem desdobra, provoca. e assina. estou curtindo alto. eu e o texto. e você?

paz e bem pra ti, com muita alegria entre um e outra.