9 de mai de 2008

Fesceninidades

jorrada

..............das grutas úmidas
..............das gotas oníricas
..............dos contidos recônditos

..........................minha prosa líquida
.....................................................goza
.........................................................literapura.......
................................................................................:
................................................................................:........ . . .

8 comentários:

Violeta disse...

Te compreendo tanto...
.
Bom final de semana
.
Beijocas

Elliott disse...

poww confesso que não curto muito esse tipo, mas ficou bem feito. Mas vc que fla tanto de sentir usoua tecnica dos concretistas, que sao os que menos sentem kkkkkkkkkk. que mais forçam os poemas.

forçam tanto que confundem logus com logotipo.
:\\

* hemisfério norte disse...

uhauuuUU!!!!
MUITO BOM!!
adorei essas gotas de
pa
.l
.a
..vras
beijos
a.
http://miniminimos.blogspot.com/

Juliana Caribé disse...

A gente também, quanto te lê...

Posso te linkar?

Beijos.

Leila Saads disse...

Adorei sua literapura!

=*

julia disse...

literatura concreta
é linda
;*

Edson Marques disse...

Yara,

vim aqui por causa do teu nome - e acabei gostando de tudo.

Gostei da Mescalina 1,2 3,4... e até da Marina (que deve ser a Mescalina 5!).

Encontrei uma "lança lírica
deslizando alcoólica,
ferindo-me deliciosamente
de minha arma amorosa.

Libidinosa."


Enfim, amei!


Abraços, flores, estrelas..

Salve Jorge disse...

Jorrada
Sonhada

Grutas.. ininterruptas.. abruptas de tão delicadas.. pelas escadas.. sacadas.. pelo chão.. em cada vão..

Gotas.. rotas.. notas.. decibéis acima.. anima enquanto se aninha..

Essa prosa vira verso.. vira poesia.. vira gozo.. um tanto mais eu ouso e faço pouso na impureza do teu traço.. no teu braço, faço regaço...