28 de mai de 2008

Ninfa

Metamórfica.
Mede formas,
descarta casulos.
Novas asas,
flamejante par de luas.
Ávidas.

Camaleônica.
Formosa carne
tatuada de mistérios
despe-se de amorfas cascas.
Mata fusos imprecisos.
Dá vida.

Dialética.
Espiralada serpente
multifacetada.
Mitológica flor.
Reescreve linhas.
Da vida.

Fera transformítica.
Alada.

11 comentários:

julia disse...

carne de palavras
aladas

julia disse...

talvez um ensaio de sonhadores

Violeta disse...

maravilhada, eu !
beijocas
.

* hemisfério norte disse...

dávida
á
.vida

v
i
d
a


bjs
a.
http://miniminimos.blogspot.com/

Salve Jorge disse...

Ninfa
Infla
Inflama
Trama
Ímpar

Muda
Fala
Muta
Revela
Luta
Resoluta
Da disputa
Das sequelas
Vence

Raiz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Raiz disse...

metamorfoseando mudanças,
descartando casulos
despindo-se do velho
vestindo-se do novo,
do impreciso mistério de mudar.

cel disse...

depois de tantos comentários mangas é até dificil escrever aqui neguinha

como não sou poeta vou só dizer q cada vez mais eles me tocam, tão profunda e inesperadamente q qualquer elogio ou palavra fogem assim, como o ar q passou e deixou o frio.

precisava dessa visita, precisava respirar-te, na tua mais pura e verdadeira forma, a poesia.

chero no coração dessa sereia

(adorei a nova carinha dessa sala de bem-estar, e te amo!)

Leila Saads disse...

Todas nos um pouco ninfas camaleonicas
Mulheres metamorficas
E aladas...


Beijos!!!

cel disse...

como sera q ta essa florzinha?

da noticia ta?

te amo!!!

Camila de Magalhães disse...

sua poesia é sugadora.