21 de mai de 2008

Tua impaciente

Somatizo.
Sintomatizo sentimentos,
dores líricas e literais.

Ansiedade espessa
circula no opioso plasma,
lenta artéria.
Matéria inquieta
se aboleta no tórax.

Impaciente desejo,
adoentado, doendo...
ardendo ulceroso.
Virulento gozo
contagioso.

Desejoso sonho
avidamente transpirado.
Febre delirosa,
prosa desconexa,
salivácida.

Juízo gangrenado,
em irreversível coma.
Benigno? Maligno? Digno?

A desmedida da cura
vem em doses distalentas.
Falacioso placebo.
Remédio rimado.

A medicina diz incurável.
Indiagnosticável.
Insano.

5 comentários:

Pinky disse...

Neurotransmissores safados, né?
conseguem transformar uma simples ansiedade em respostas corporais do tipo hipertensão. Minha vó já dizia que isso é impressão alta ;)

Não tenho um medidor de sentimentos, mas os teus estão muito ativos no momento. Cuidado! Você pode não aguentar aguentar uma viagem pro nordeste ;)

Estou a tua espera, viu?

Bjos

:********

* hemisfério norte disse...

in paciente
juízo errante
......delirante
bjs
a.

Raiz disse...

Devaneios de um corpo febril
abrasado pelo virulento gozo contagioso.
sinto-me ansiosa
transpiro palavras delirantes e desconexas.
batimentos descompassados
taquicardia incurável.
uma sensação súbita me toma o peito
arrepio-me toda.
É noite de reencontro e sintomatizo sentimentos.

julia disse...

procura um médico que passa,
quer dizer..
procura o médico

Leila Saads disse...

Yara, tu tens uma tempestade no coração!

Beijos=*