30 de jul de 2008

Foto

As cortinas
dos teus olhos
de dentro do retrato
miram-me.
Piscam um clique.

Num contraditório,
és meu negativo.
Um estático vivo
na foto que me fita,
que me fotografa.

Nas retinas do retrato
minha pele
é revelada.

6 comentários:

cel disse...

arrepiei...


q saudade de passar por aqui =)

julia disse...

fotografia
que grafita
revela
é velada

Aline Aimée disse...

Nossa! Lindas metáforas, lindas ambiguidades, mt inteligente e íntima essa poesia! Amei!

alex pinheiro disse...

Manda "Foto" pro Sebastião Salgado atingir o orgasmo,,, Perfeito!

Bjs e geniais invenções!

H.Hora disse...

Ei, se são teus olhos cortinas
o mundo é um espetáculo visual.

Seríamos então artistas ou platéia?

Gosto de fotos,
gosto de revelar peles.
Mais ainda de arrancar
o lirismo do concreto.

Yara disse...

"Eu quero ser exorcizado
pela água benta
desse olhar infindo.
Que bom é ser fotografado
mas pelas retinas
desses olhos lindos"