14 de out de 2008

Inside

Teu corpo é tão pétala
e minhas mãos te gostam
assim rubra lenta e líquida.

E dentro de ti
me recolho
me molho
me morro.

6 comentários:

Rafael J. Albuquerque disse...

sempre boas novidades por aqui, impressionante. molhe sempre aqui com coisas essas atraversadas.

Tata disse...

Lindíssimo. Suave, pleno, apaixonado, cheio de pertencimentos.

Xêro!

Salve Jorge disse...

Inside
This side
The sight
Of the light
Might
Bring pride
Might bring the night...

Antonio Araújo Jr. disse...

Em cada uma das vezes que eu li, me senti mais acolhido entre pétalas.
vou continuar lendo, se acabar cochilando no acalento, me cutuca...

Luciana Dantas (Asas do Tempo) disse...

tamanha paixão inebria a qualquer um. bom escrito.

Bia Pedrosa disse...

suas poesias são tão belas, quanto os pensamentos que passam em desvaneio pela mente...