14 de nov de 2008

(p)Ouso

Ousar
beber e derramar
teu insólido contradito.

Ousar
desnudar teu não dito.
Desvendar-te.

Ousadia deslizante
(p)ousar-te líquido
em Marte.

Ousar
ex-trair-te o siso em desuso.
Desatinar-te.

19 comentários:

Thiago disse...

desatinos necessários. Talvez veja você assim!

J.F. de Souza disse...

Ousar desatinar...
Sim...



=)




=*

[Farelos e Sílabas] disse...

...


E o que é a vida sem sem ousadia,
pois há dias que se ousa mais,
se é mais, um desatino!


...

Raíza Rocha disse...

ousar...amar...rebelar-se!

Aline Christall disse...

Ousada e maravilhosa...adorei Beatrice!

Leila Saads disse...

Pousos ousados estes nossos...

=*

Sabrina Sanfelice disse...

Você pode (p)ousar, com certeza. Todas as letras te recebem suavemente nos braços, assim como nós (eu).

Adoro, adoro sua poesia.

Sandra Regina de Souza disse...

quando tua ousadia pousa doce e musical... enche a alma de sonhos (lindos teus versos!)

Aline Aimée disse...

Princesa, coisa mais linda seu poema. Tem um sensualismo ululante, algo de manipulação incisiva do desejo. O fundo negro do blog faz ressaltar tua letra febril, que se insinua surpreendente das profundezas do inesperado - porque única e marcante.
Estive sumidassa - muito trabalho e o mestrado me insandecendo.
Estava querendo o teu e-mail, pode me passar?
Beijoca saudosa!

Espírito Livre disse...

Qualquer pouso é sempre uma ousadia.
Já disse que adoro suas palavras?

Salve Jorge disse...

Pouso
Que ouso
Por uso
Pois ouço
Soluço
Obtuso
Que pauso
Mas pouso...

Natália Nunes disse...

oi, beatrice

muito obrigada por suas visitas, adorei o que vc fez do meu último texto :)


suas palavras são ótimas tb, gostei do seu espaço :D


beijo!

J.R. Lima disse...

des(a)tino:
ver al(gu)ém
(p)ousar na terra

Raíza Rocha disse...

saudades, brisa

bossa_velha disse...

gostei daqui, moça. achei lindo.

Ramon Alcântara disse...

Viva a ousadia dos tropeços ao contrário!


abz

Alex Pinheiro disse...

Eita! Se conseguistes unir, em versos tão próximos, água em Marte e extração do siso, já me deixas sem palavras... rs

Ficou muito bonito,,, pensei que não ando com muito tempo pra ousar ninguém, rs

Bjs e saudosas invenções!

J.F. de Souza disse...

Aguardando avidamente novos escritos!

=)


=*

Henrique disse...

minha boca escorreu sangue enquanto nu, obrigado!