5 de ago de 2010

Gole

Será veneno
ou será morfina?
Como brindar
se as taças estão
possivelmente preenchidas
com bebidas peçonhentas?

Como saber
se o conteúdo da seringa
mata ou chapa?
Se cura o câncer, se ameniza a dor?

Se o frasco não tem rótulo,
se não se sabe a safra,
a procedência,
se absinto, se cicuta...

Como saber
se a água é benta ou virulenta?
Se for seiva, sêmem ou sangue,
eu engulo? Jorro? Coagulo?
A fenda que escorre
eu estanco ou vampirescamente sugo?

O que fazer da lágrima?
Destilo margueritas?
Extraio o sal,
salgo a carne esquartejada?
Sirvo o pranto
em taças,
em doses dietéticas?
De ciúme? De cianureto?

Resta
arriscar o gole.

8 comentários:

Raíza Rocha disse...

engulo e transbordo.

Tadeu disse...

Um salto para o lago escuro

Caranguejúnior disse...

como a pílula vermelha do matrix, arrisco...

aluisio martins disse...

há risco de altura, fundura grande...
verto teus versos...
que sejam sempre desses venenos.
abs

Blog do Akira disse...

todo dia é esse gole
atravessar a risca
seguir à risca
o risco.

Anônimo disse...

De bar em bar...
No bar doce bar...
o que não pode faltar,
que seja líquido,
sentido
e até veneno,
Tudo aquilo que entorpece e embriaga...
Todo gole, até a última gota.
porque somos ousados,
e sempre vamos arriscar.

Moua

Josiel Dias disse...

Olá meus irmãos Graça e Paz.

Parabéns pelo blog tão abençoador. Deus continue vos abençoando.
Gostaríamos de compartilhar o nosso Blog; Mensagem Edificante para Alma
Se desejares conhecer o nosso blog, será um prazer
tê-lo como visitante e se desejares nos seguir, ficaremos felizes.

"Mensagem Edificante para Alma"
http://josiel-dias.blogspot.com/

Aprendendo uns com os outros crescemos em graça
e conhecimento.

Josiel Dias
Congregacional
Rio de Janeiro

Elliott disse...

Nem sangue,
nem seiva,
nem sêmen...

Nem fenda,
nem boca,
gole
jorro
coagulo...

(estanque
destilo
de
carne
e sal)

Apenas
dois margueritas
servido
sem prantos
ou taças
de ciúmes.