31 de jul de 2016

Recém Nascido

Rompe a casca.
Rebento envolto
em vermelhos óleos.
Revolto.

Nasce maduro.
Como um canto
que tanto se estancou.
Ecoa futuros.

Tanto se quis
extirpá-lo, abortá-lo,
considerá-lo tumor.
Um vírus em metástase.
Um surto alucinógeno.

Ele era mais...

Filhos de tantos úteros
(rochedos)
ele é nascente:
água pura e violenta
desentranhada.

É aurora bela e radioativa
escorrendo
em acelerado
metabolismo.

Hasteará versos de arrebol
pelas ruas.
Bruto e fresco,
como um fruto cítrico.