2 de abr de 2008

Ácida

Deleita-se a contradição.
É um limão e uma lima,
uma rima desritmada,
um riso rugindo.

Agridoce temperamentada,
fermenta raivas picantes.
Aromatiza de lilases
a quaresma.

Incendiária ebulicionista,
artista desroteirizada.

Uma orquidácea poetisa,
inferniza...
acidifica a primavera,
floresce no cinza.

3 comentários:

huelén disse...

"Agridoce temperamentada,
fermenta raivas picantes."


muito bom...sempre quis dizer isso. rsrs

acho que sou isso.

beijos voz de brisa.

cel disse...

um chero lilás pra minha flor

(estão cada dia mais mangas! =)

Anônimo disse...

Somente ela para transformar minha acidez em rima. Minha rigidez em verso.
Minhas infinitas vertentes em poesia.
Ainda se não fosse ela...onde eu iria incendiar? com que armas iriamos amorosamente guerrear.
Lilás, não sou mais do que ela. Dois buquês...florescendo juntos, lado a lado, na luta e na vida.

Clandestina
(por opção)