13 de jul de 2010

Jazz

Teu toque
é tão grave...

É nota improvisada
que me dedilha
trepidando cordas
bambeando pernas.

Um swing segue pelo sangue.
E eu solo.

Se teu jazz me toca,
eu deixo de ser blue.

5 comentários:

Marcio Nicolau disse...

Gostei.

Estou seguindo e convido:

www.espacointertextual.blogspot.com

J.F. de Souza disse...

desfrutando a música... =)

=*

Cel Bentin disse...

Li ao instante que imaginei Nina te fazendo trilha: My baby just care for me...

rs

Moua disse...

Tão musical... me inspirou.

Elliott disse...

lindo...
ao ler caiu lágrimas

:~~~
://

talvez o mais belo que tenha lido nos últimos tempos.